Inveja, Ira, Luxúria. Os pecados capitais deixam de ser dor e punição quando revistos pelos olhos contemporâneos dos Se7e Pecados Tropicais. Essa obra profunda e cheia de significados reforça que não há limite para a expressão artística verdadeira.

 

Ao aflorar uma forma pessoal de ver o mundo, Cícero Nepomuceno, em sua essência, passa longe do lamento e imprime as sensações profundas e intimistas de sua própria história. É a vida e seus caminhos na beleza dos olhos de criança, de cidadão, de homem que ama. Questionar de forma lúdica as premissas da vida na era digital traz um ar de modernidade à poesia, que refresca a mente dos leitores acostumados à prosa clássica.

 

Desafiando velhos conceitos, o livro nos convida a olhar com atenção para a vida corriqueira e a pensar sobre os pecados já conhecidos, mas que ainda despercebemos: Fuga, Corrupção, Rotina, Apego, Abandono, Julgamento e Culpa. As lindíssimas poesias abordam esses grandes temas em suas essências, tocando o coração dos leitores e concluindo que “talvez” o grande pecado seja acreditar na própria existência do pecado.

Se7e Pecados Tropicais

Se7e Pecados Tropicais

Editora Kazuá - 2017

São os vícios que descuidamos,
fora da linha por hora estamos
cegamente como insanos,
tudo novamente, se já sei?

                          Poeta

Cícero Nepomuceno

         Ilustrador

Danilo Yamamoto

amazon.JPG
  • Instagram Poeta